expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Começou o inicio da temporada reprodutiva 2016/2017 das Tartarugas.

O Projeto Tamar foi criado em 1980 e hoje é reconhecido internacionalmente como uma das mais bem sucedidas experiências de conservação marinha e serve de modelo para outros países, sobretudo porque envolve as comunidades costeiras diretamente no seu trabalho socioambiental.
O TAMAR atua na região norte fluminense desde 1992 e a Base Bacia de Campos, monitora aproximadamente 105 km de praias, abrangendo os municípios de Campos dos Goytacazes, São João da Barra e São Francisco de Itabapoana.
"Aqui na na praia do Farol de São Tomé que fica no município de Campos dos Goytacazes registramos 1213desovas e aproximadamente 85.430 filhotes foram liberados, para isso, o projeto conta com o apoio de pesquisadores, estagiários e principalmente de pescadores, comunidade e veranistas." Ressaltou o Cadu Amorim que é biólogo de campo da sub base Farol de São Tomé.





PERÍODO DA DESOVA:
O período reprodutivo das tartarugas marinhas fica compreendido entre os meses de setembro e março, e durante estes meses, fêmeas da espécie cabeçuda (Caretta caretta) procuram as praias do litoral norte fluminense para desovar, no dia 1º de setembro o Projeto Tamar deu início ao monitoramento da temporada reprodutiva 2016/2017 das tartarugas marinhas.
Durante o processo de desova, as fêmeas de tartarugas marinhas que chegam ao litoral do município e os filhotes que nascem nos ninhos depositados nas praias podem ser diretamente impactados por fatores adversos tais como o excesso de iluminação e trânsito de veículos na praia.

EXCESSO DE LUZ E TRÁFEGO DE VEÍCULOS NA PRAIA:
O excesso de iluminação artificial (mais fortes que a luz natural refletida pelo mar) provoca a desorientação das fêmeas, muitas vezes causando a interrupção do processo de desova, e nos filhotes, a iluminação pode causar desorientação levando-os a se perderem no processo de caminhada para o mar, causando a morte dos mesmos por predação ou desidratação, a questão da iluminação em praias de desova é regulamentada pela Portaria do IBAMA N° 11 de janeiro de 1995. O trânsito de veículos nas praias causa a compactação da areia dificultando e muitas vezes impedindo a saída dos filhotes dos ninhos, podendo causar o atropelamento das fêmeas e filhotes no percurso entre o ninho e o mar; criar sulcos na areia impedindo os filhotes de atingirem o mar; desorientar e perturbar fêmeas no processo de desova e filhotes durante a noite, e ocasionar o atropelamento das balizas de marcação de desovas, retirando e danificando-as, ressalta-se que o trânsito de veículos nas praias é regulamentado pela Portaria do IBAMA N° 10 de janeiro de 1995.





OUTRAS ATIVIDADES DO PROJETO TAMAR:
Além das atividades de monitoramento e manejo reprodutivo durante as temporadas de nidificação das tartarugas marinhas, o projeto desenvolve um trabalho de monitoramento das atividades pesqueiras, onde conta principalmente com o apoio e parceria dos pescadores locais, que ao capturarem incidentalmente uma tartaruga marinha, entram em contato com o projeto, em seguida são coletados todos os dados biológicos como espécie, comprimento do casco, largura, peso, etc. E em seguida o animal recebe uma marcação com um par de anilhas de metal que contem uma numeração específica e o endereço do projeto, esta marcação funciona como uma carteira de identidade do animal. Caso o animal esteja em boas condições de saúde ele é solto imediatamente, já em casos onde os animais apresentam algum tipo de problema, acabam sendo encaminhados para tratamento clinico veterinário e permanecem em reabilitação.
O projeto também desenvolve um trabalho de educação ambiental com as comunidades locais, através de oficinas, palestras, atividades lúdicas e atividades nas escolas municipais, estaduais e particulares.

O Projeto Tamar tem como patrocinador oficial a Petrobras. Legal né?
Caso você encontre algum animal marinho, mesmo que ele já esteje morto, ligue para o projeto Tamar e avise o ocorrido. O número para contato da Sub Base Farol de São Tomé é (22) 2747-5277