expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Porto do Açú de volta ao jogo: Empresários chineses irão investir com força em São João da Barra.

Comitiva chinesa esteve no Porto do Açú pretendem instalar muitas empresas na região
Mais ou menos 20 executivos chineses estiveram no Porto do Açú no último mês para conhecer o complexo portuário de São João da Barra-RJ. A finalidade foi verificar o quão importante em termos de infraestrutura e logística o porto proporcionaria para negócios com a China, e eu garanto meus amigos, a impressão foi a melhor possível.



O presidente da Prumo Logística, José Magela, está muito feliz e entusiasmado porque a China é um investidor poderoso e trará muitos negócios, aquecendo a economia e gerando muitas oportunidades para a região.

Magela ainda reforça que o Porto do Açú é um dos poucos no Brasil que tem capacidade de se tornar o maior porto chinês no país, devido estarem alocados em um região privilegiada, com muita disponibilidade em termos territoriais e que permite embarcações de porte monstruosos.

Quais os tipos de negócios




O foco principal será nas movimentações de diferentes tipos de carga como petróleo, granéis sólidos, grãos, minério entre outros. Mas o grande destaque fica por conta de um investimento que prevê a construção de uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE), que será destinada a exclusivamente aos sistemas de produtividade de companhias de exportação. Esse negócio não irá impactar somente São João da Barra, Rio de Janeiro ou o Brasil, ela ira impactar todas as países que englobam as Américas. Olhem só gente, estamos falando em um sistema de escoamento no Brasil para o comércio chinês, os impactos econômicos de um empreendimento desta magnitude é simplesmente surreal.
O embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang, que estava acompanhando a comitiva pelo porto, disse que ele e seus compatriotas ficaram maravilhados com a estrutura do complexo, e que o futuro será promissor para ambas as nações.
Por Paulo Nogueira.