expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, 6 de junho de 2014

BR Off Shore confirma os dois empreendimentos a serem instalados Complexo Industrial e Logístico Farol - Barra do Furado

A prefeita Rosinha Garotinho recebeu nesta quinta-feira (5), em seu gabinete, o presidente da BR Off Shore, uma das empresas que fazem parte do Complexo Logístico e Industrial Farol-Barra do Furado, Ricardo Vianna. Na oportunidade, ele confirmou os investimentos feitos pela empresa, da ordem de R$ 400 milhões, em dois empreendimentos, cujas obras terão início em setembro.
Um estaleiro e um terminal de serviços logísticos vão ser construídos no local, com capacidade gerar 800 empregos diretos. Além disso, empresas periféricas deverão ser instaladas, para o trabalho conjunto com essas empresas, que deverão multiplicar em seis a oito empregos indiretos para cada um dos 800 empregos diretos previstos, dentro de um prazo de cinco anos.
O Terminal de Serviços Logísticos vai ser construído em uma área de 495 mil metros quadrados. O estaleiro vai ocupar 118 mil metros quadrados de área. Os dois empreendimentos já têm licença prévia e aguardam apenas a licença de implantação, já que os projetos executivos estão prontos. A previsão de início das operações, segundo Ricardo Vianna, é para o primeiro semestre de 2016.
- O Complexo Farol-Barro do Furado é hoje extremamente importante para viabilizar os investimentos que estão sendo feitos na exploração de óleo e gás pelo Brasil. Foi esta oportunidade que nos levou a iniciar os nossos projetos em 2010 – declarou o presidente da BR Off Shore.
Ele fez uma visita ao local das obras esta semana e pôde ver o adiantado das obras, o que influenciou na continuidade dos trabalhos de implantação das novas empresas. Na reunião com a prefeita Rosinha Garotinho, ele teve a confirmação dos investimentos que vão ser feitos pela Prefeitura de Campos, para garantir toda a infraestrutura necessária naquela área, para que viabilizar os investimentos.
Rosinha confirmou que o investimento no complexo passou por uma fase de readaptação, já que houve a necessidade de uma completa reformulação do projeto, que se tornou ainda maior. Em outubro do ano passado o novo projeto foi aprovado em reunião em que ela participou em Brasília, com a presença do deputado federal Antony Garotinho, com a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvati e com a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, que resultaram num aporte de R$ 110 milhões para o projeto, que foi redimensionamento para receber navios de maior calado.
- Naquela oportunidade a ministra Ideli Salvati confirmou que o investimento é essencial para o país, o que foi fundamental para que o governo federal investisse um valor ainda maior na viabilização do complexo – afirmou a Prefeita Rosinha.